Palestrantes & Chairmen
Além das Palestras, haverá a mediação de Sessões Técnicas pelos Chairmen

São 05 (cinco) Palestrantes confirmados e 08 (oito) Chairmen confirmados (ver minicurrículos abaixo):

Dr.ª Andrezza Marques Ferreira

Trabalha no Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) na previsão de Eventos Hidrológicos Extremos.

É Graduada em Engenharia Ambiental pela Universidade de Uberaba (2011) e em Ciências Biológicas pela Faculdade de Educação de Uberaba (2002), especialista em Ciências Ambientais pela Universidade de Franca (2003) e Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Faculdade Pitágoras (2014), mestre em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Uberlândia (2014), doutora pela Universidade de São Paulo - USP (2019).

Possui inúmeros artigos e palestras apresentadas em Eventos Técnico-científico, além de minicursos sobre áreas de risco.

Dr. Alexandre Arenzon

Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990), Mestrado (1996) e Doutorado (2004) em Ecologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Atualmente coordena o Laboratório de Ecotoxicologia do Centro de Ecologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 

Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Ecotoxicologia, Membro do Comissão Especial de Revisão de Normas em Ecotoxicologia da ABNT. 

Possui 25 artigos em periódicos de nacionais e internacionais e 55 trabalhos apresentados em Congressos. 

Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecotoxicologia abordando ensaios de toxicidade com algas, microcrustáceos, peixes de água doce e organismos do sedimento. 

Atualmente tem trabalhando exclusivamenbte no uso do zebrafish (Danio rerio) em ensaios de toxicidade.

Dr. Julio Cesar de Souza Inácio Gonçalves

Professor Adjunto IV da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. 

Atua no curso de graduação em Engenharia Ambiental, no Programa de Mestrado Acadêmico em Ciência e Tecnologia Ambiental e no Programa de Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica - PMPIT. 

Graduado em Engenharia Ambiental pelo Instituto de Ensino Superior COC (2006), mestre e doutor em Ciências (Programa Hidráulica e Saneamento da Escola de Engenharia de São Carlos EESC - USP). 

Foi Coordenador do curso de Engenharia Ambiental da UFTM (2012-2014) e do Mestrado Acadêmico em Ciência e Tecnologia Ambiental (2016-2019). 

É Colaborador Técnico do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (2017-atual). 

É editor de área da Revista Brasileira de Ciência, Tecnologia e Inovação. 

Tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Recursos Hídricos, atuando principalmente nos seguintes temas: reaeração superficial, qualidade das água superficiais, cavitação hidrodinâmica, e modelagem física e matemática de processos ambientais.

Dr.ª Simone Andrea Furegatti

Possui graduação em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1995), mestrado em Ensino e História de Ciências da Terra pela Universidade Estadual de Campinas (2006) e doutorado em Geotecnia pela Escola de Engenharia de São Carlos - USP (2012). 

Atualmente é professor assistente doutor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e professor orientador voluntário - CEASB - Itaipu Binacional. 

Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Geotecnia, atuando principalmente nos seguintes temas: erosão, erosão linear, rugosidade, inventario e engenharia civil.

Dr. Felippe Fernandes

Doutor em Ciências da Engenharia Ambiental pela Universidade de São Paulo - USP, seguindo a linha de pesquisa Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hídricos, com ênfase na modelagem matemática dos processos hidrosedimentológicos e geocronológicos, utilizando o traçador 210Pb. 

Mestre em Ciências da Engenharia Ambiental pela Universidade de São Paulo - USP, na linha de pesquisa Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hídricos, com ênfase em estudos dos processos sedimentológicos e contaminação por elementos metálicos em sedimentos. 

Graduado em Engenharia Ambiental, apresenta experiência na elaboração de relatórios técnicos, perícias, vistorias técnicas, elaboração de projetos de engenharia na área de drenagem urbana, estudos hidrológicos e hidráulicos e em pequenas obras hidráulicas, licenciamento ambiental e outorgas.

Dr. Guilherme F. Marques

Realizou Pós-Doutorado em otimização dinâmica e dinâmica dual estocástica aplicada a sistemas hidrelétricos (Université Laval, Canada), doutorado em Engenharia de Recursos Hídricos pela University of California at Davis, mestrado em Hidraulica e Saneamento pela USP e graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais. 

Coordena o Núcleo de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos do IPH. 

Tem experiência na área de Recursos Hídricos, com ênfase em Planejamento Integrado dos Recursos Hídricos e técnicas de otimização, atuando principalmente nos seguintes temas: Modelagem hidro-economica de sistemas hídricos, otimização da operação de sistemas hidrelétricos integrados ao atendimento de demandas ambientais, otimização do uso integrado de aguas superficiais e subterraneas, otimizacao da operacao de reservatorios e economia de recursos naturais.

Dr. Nelson Luiz Sambaqui Gruber

Graduação em Geografia (1980), Mestrado (1990) e Doutorado em Geociências (2002) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS. Pós-Doutor Estágio Sênior CAPES UFRGS-UCA Unversidad de Cádiz-Espanha em Manejo Costeiro Integrado (2011-2012). 

Pesquisador do Centro de Estudos de Geologia Costeira e Oceânica - CECO/IG/UFRGS desde 1981, nas áreas de Oceanografia e Geomorfologia, ênfase em Geologia Marinha e Gerenciamento Costeiro em temas: zona costeira, gerenciamento costeiro, sedimentologia, geomorfologia costeira, plataforma continental e morfodinâmica. 

Com 6 expedições à Antártica e Dissertação no tema, representou o CECO/UFRGS na Área de Ciências da Terra junto ao PROANTAR no 6th International Symposioun on Antarctic Earth Sciences no Japão 1991. 

Como pesquisador do CECO e seu Diretor (2004-2009) vem participando de projetos e missões científicas (PGGM, GEOMAR, PROANTAR - Projetos PETROBRAS) com órgãos e projetos governamentais nacionais (MCT, MMA, SPU - Projeto ORLA), internacionais e multilaterais (OEA, UNESCO, COI).

Atua em projetos de Planejamento ambiental e territorial junto aos municipios costeiros do RS para Gestão Integrada da Zona Costeira, aplicando metodologias do GERCO e PROJETO ORLA-MMA. 

Pesquisador do CECO Membro Agência Brasileira de Gerenciamento Costeiro, Agência Costeira (OCIP) como Focal para o RS (desde 2007) e Membro da Red Iberoamericana de Manejo Costero Integrado (IBERMAR) do Programa Iberoamericano de Ciencia y Tecnología para el Desarrollo (CYTED). Em 2007 atuou como especialista brasileiro em Zona Costeira convidado pelo Governo da República Oriental del Uruguay-Ministerio de Vivienda Ordenamiento Territorial y Medio Ambiente pelos Programas Nacionales (PROBIDES); Programa de Conservación de la Biodiversidad y Desarrollo Sustentable en los Humedales del Este, SNAP (Sistema Nacional de Áreas Protegidas), ECOPLATA (Gestión Integrada de la Zona Costera), e apoio da Oficina Regional de Ciencia de la UNESCO para América Latina y el Caribe do Taller Planificación y Manejo en las Zonas Costeras, com a palestra La Experiencia del Ordenamiento Costero en Brasil: Los conflictos del Territorio y Medio Ambiente. 

Coordena o Grupo de Pesquisa CNPq - Gerenciamento Costeiro, Membro do Grupo de Pesquisa CNPq-Geologia Marinha/CECO IGEO. 

Vem representando o CECO junto à ECOPLATA, COI-UNESCO-Uy, UDELAR em Projetos de EROSÃO DE COSTA e DIRETRIZES PARA USO E OCUPAÇÃO DA ZC - Programas e Projetos Regionais COI-UNESCO para Mar e Costa de Brasil /Uruguay/Argentina para Atlantico SW. 

Coordena Convênio UFRGS-Universidade de Cádiz-UCA da Espanha e da RED de Centros de Excelencia en Ciencias del Mar - CEI-MAR de Universidades de Ciências do Mar

Dr. Cristiano Poleto

Possui graduação em Engenharia Civil (1996), especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Universidade Estadual de Maringá (2002), Mestrado em Engenharia Civil com ênfase em Recursos Hídricos e Tecnologias Ambientais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003), Doutorado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007) com sanduíche na United States Geological Survey (USGS) de Atlanta - EUA e Pós-Doutorado pela Coventry University da Inglaterra (2009). 

Experiência na elaboração de 03 cursos de Especialização em Meio Ambiente e disciplinas Técnicas de EAD, além da organização de cursos de extensão, palestras, semanas acadêmicas e mais de 50 Eventos Científicos Nacionais e Internacionais em vários Países. 

Foi Presidente da Comissão Técnica de Engenharia de Sedimentos por 10 anos (2010-2020) e Diretor de Eventos da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH). 

Possui mais de 25 livros escritos ou organizados no Brasil e no Exterior (Editoras: UFRGS, UTFPR, Interciência, ABRH, GFM, UFTM e Wiley & Blackwell de Londres). Revisor de mais de 70 periódicos científicos nacionais e internacionais. 

Consultor Ad Hoc da CAPES, CNPq, Fundação Araucária - Paraná, Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira e Pró-Reitoria UFMG. 

Membro do Comitê Diretor da International Association for Sediment Water Science (IASWS). 

É ou foi Membro de corpo editorial de 05 journals nacionais e internacionais: International Journal of River Basin Management da Taylor & Francis Group, Journal Management of Environmental Quality da Emerald, Electronic Journal of Management, Education and Environmental Technology da UFSM, International Journal of River Basin Management, Journal of Soils and Sediments da Springer e Journal of Environmental Engineering da American Society of Civil Engineers.

MSc. Gerson S. de Almeida Filho

Possui graduação em Tecnologia Civil pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1988) e mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Campinas (2000). 

Atualmente é pesquisador no Centro de Tecnologias Ambientais do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. 

Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em riscos geológicos, atuando principalmente nos seguintes temas: erosão, risco, mapeamento, escorregamento e assoaremento.

Dr.ª Patrícia Diniz Martins

Atua na área de Recursos Hídricos, especialmente em Sedimentologia. 

Atualmente é professora adjunta na Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM. 

Doutora em Ciências da Engenharia Ambiental pela USP na Escola de Engenharia de São Carlos - EESC, concluído no Núcleo de Hidrometria. 

Mestra em Engenharia Civil na área de Recursos Hídricos, Energéticos e Ambientais pela Unicamp. 

Graduada em Engenharia Ambiental na UNIUBE. Técnica Agrícola com habilitação em Agropecuária pelo Instituto Federal de Minas Gerais (Bambuí).

Dr. Carlos Alberto Mendes Moraes

Bolsista de Produtividade Desen. Tec. e Extensão Inovadora 2.

Possui graduação em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1988), mestrado em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1991) e doutorado em Postgraduate Course on Materials Science - University of Manchester and Institute of Science and Technology,  UMIST (1997). 

Decano da Escola Politécnica - UNISINOS no período de 2012 a 2017, e professor Titular I, e na graduação em Engenharia Ambiental foi coordenador nos anos de 2010 a 2016; e nos cursos de Mestrado em  Engenharia Civil com área de Concentração em Gerenciamento de Resíduos, e Engenharia Mecânica com área de  concentração em Energia. 

Foi editor da Revista eletrônica Estudos Tecnológicos em Engenharia (QUALIS B4/B5) de 2005 a 2011, e é revisor das revistas Journal of Hazardous Materials, Tecnologia em Materiais (ABM) e Matéria. 

Tem experiência na área de Engenharia de Materiais e Metalúrgica, com ênfase em Gestão Ambiental e Reciclagem de Resíduos, atuando principalmente nos seguintes temas: caracterização de materiais (micro e nano escala), produção mais limpa na indústria metalmecânica, reciclagem de resíduos sólidos industriais com ênfase na engenharia civil, ambiental e materiais, e desenvolvimento de coprodutos com o conceito de materiais sustentáveis. 

Possui 14 patentes depositadas no INPI, e 295 artigos publicados em periódicos e eventos científicos.

Dr. Daniel Gustavo Allasia Piccilli

Bolsista de Produtividade do CNPq 2.

Possui graduação em Engenharia Hidráulica - Universidad Nacional del Nordeste (2000), graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003) e Mestrado e Doutorado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002 e 2007). 

Desempenhou-se como Secretário Regional para America do Sul - Global Water Partneship entre 2007 e 2008 e professor (subsituto) e pesquisador do Instituto de Pesquisas Hidráulicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 

Atualmente se desempenha como Coordenador Substituto do Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Santa Maria e participa do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da UFSM além de ser membro de diferentes conselhos comissões da Instituição, estando lotado no Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental. 

O Professor Associado participa e coordena diversos projetos de pesquisa e extensão relacionados à área de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, como lider do Grupo de Pesquisa de Modelgaem Hidroambiental e Ecotecnologias, atuando principalmente nos seguintes temas: hidrologia, modelo hidrológico e atmosférico, águas urbanas e Planes Diretores de Drenagem Urbana

Dr.ª Cristhiane M. Passos Okawa

Graduada em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Maringá (1992), Mestre em Engenharia Hidráulica, área de concentração: Recursos Hídricos pela Universidade Federal do Paraná (1998), Doutora em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais, área de concentração: Ciências Ambientais pela Universidade Estadual de Maringá (2009) e Pós-doutora em Recursos Hídricos pela UNICAMP (2019). 

Foi professora visitante do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental da USP-São Carlos de 2017 a 2020. 

Atualmente, é Professora Associada da Universidade Estadual de Maringá e professora do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Ambientais (mestrado em rede nacional, promovido pela Agência Nacional de Águas) PROFCIAMB da Universidade Estadual de Maringá câmpus Goioerê. 

Tem experiência na área de Hidrologia, atuando principalmente na área de Gestão de Recursos Hídricos, Hidrologia Urbana, Drenagem Urbana Sustentável e Análise multicriterial para auxílio à tomada de decisão.

Dr.ª Edna Possan

Doutora em Engenharia Civil (2010) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com mestrado (2004) pela mesma universidade. Graduada em Engenharia Civil (2003) pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). 

Atualmente é professora Associada Nível 2 na Universidade Federal da Integração Latino Americana (UNILA) e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGECI). 

Diretora do Centro Interdisciplinar de Tecnologia e Infraestrutura de 2013 a 2015. Desde 2012, atua como professora permanente no Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Ambientais na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Pesquisadora do CEASB/PTI (Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens/Parque Tecnológico de Itaipu), desenvolvendo em paralelo diversos trabalhos em parceria com o Laboratório de Tecnologia do Concreto de Itaipu (LTCI) desde 2010. 

É membro fundador da Associação Latino Americana de Patologia da Construção (ALCONPAT Brasil). Sócia da Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (ANTAC), do Instituto Brasileiro do Concreto (IBRACON), da Asociación Latinoamericana de Control de Calidad, Patología y Recuperación de la Construcción (ALCONPAT ? Internacional) e do Comitê Brasileiro de Barragens (CBDB). 

É membro do comitê técnico da ABNT - CE 18:300.06 - Comissão de Estudo de Durabilidade do Concreto, deste 2009. Conselheira do CREA-PR (2020 a 2022). Editora associada da Revista RIEM. Membro de corpo editorial da Revista Científica Inovação e Tecnologia. Avaliadora de periódicos como Materials Research, RIEM e construction and building materials. Atua na área de patologia das construções, materiais de construção e meio ambiente. 

Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em durabilidade, previsão de vida útil probabilística e determinística, captura de CO2, aproveitamento de resíduos sólidos, economia circular e ecoeficiência.